Entenda a importância do para-raios

Confira neste conteúdo tudo o que você precisa saber a respeito de para-raios, um importante dispositivo criado por Benjamin Franklin em 1752!

O para-raios é um dispositivo que foi criado há muito tempo, para ser mais exato em 1752, por Benjamin Franklin e até os dias de hoje é bastante importante. Entenda!

O que é um para-raios?

Basicamente, um para-raios consiste em uma haste de metal pontiaguda presa ao topo de um edifício ou prédio. Ele se conecta a um enorme pedaço de fio de alumínio ou cobre, sendo que este fio é conectado a uma grade condutora enterrada próxima ao chão.

O que é um raio?

O raio é um fenômeno natural e não há nada que se possa fazer para impedir isso. Porém, o que se pode fazer é garantir que o dano seja controlado.

Mesmo que o raio atinja apenas algumas frações de segundo, a descarga costuma ser muito forte e isso aumenta o potencial de dano causado.

Além disso, todos os anos, há vários relatos de feridos e mortes devido a raios. Mas a vida humana não é a única que sofre. Danos estruturais também são uma preocupação, especialmente para empresas.

Principais riscos/problemas que um raio pode causar

  • Queimaduras;
  • Parada cardíaca e respiratória;
  • Perda de consciência;
  • Lesões cerebrais;
  • Danos à estrutura do edifício;
  • Incêndio;
  • Queima de aparelhos elétricos.

Como funciona o para-raios? Qual o objetivo dele?

Muitas pessoas acreditam que os para-raios “atraem” os raios. Mas na verdade, estes dispositivos fornecem um caminho seguro de baixa resistência ao solo que pode ser usado para conduzir as enormes correntes elétricas quando ocorrem descargas elétricas.

Portanto, se um raio atingir um edifício/prédio, ele irá, preferencialmente, atingir a haste e ser conduzido inofensivamente ao solo por meio do fio condutor, em vez de passar pelo prédio, onde poderia causar uma eletrocussão ou iniciar um incêndio.

Quem pode instalar o para-raios?

Para proteção ideal, é essencial escolher uma empresa que tenha conhecimento e certificação, e que atenda as normas exigidas para instalar o para-raios corretamente, ou seja, passando por todas as etapas, desde a elaboração do laudo de para-raio até a instalação, de fato, do dispositivo.

Dessa forma, você pode ter certeza de que os métodos de instalação estarão atualizados e atendem aos padrões mais rigorosos, garantindo que a proteção contra raios manterá suas estruturas seguras.

Confira neste conteúdo tudo o que você precisa saber a respeito de para-raios, um importante dispositivo criado por Benjamin Franklin em 1752!