Como fazer um bom planejamento de obra?

Em um planejamento de obra você precisa pensar em tudo, inclusive no material de construção que irá usar. Saiba desde o início quais as etapas seguir, antes de colocar a mão na massa!

Quando você pensa em reforma, tem tantas coisas para pensar, antes de começar que você até fica perdido, certo? Definir o quanto pode gastar, quais profissionais contratar, desenvolver projeto e escolher o melhor tipo de material de construção dá uma trabalheira danada.

Mas para que tudo isso não saia do controle e você não esqueça de nenhum detalhe, o seu planejamento de obra deve ser bem definido, para evitar problemas durante o processo – que é longo, demorado e estressante.

Por esse motivo, separamos aqui cada uma das etapas que você deve seguir, antes de colocar a mão na massa. Pegue o papel e a caneta para anotar e começar a desenhar o seu planejamento de obras.

Escolher bem os profissionais

Para ter bons resultados na sua construção, você precisa da melhor equipe de profissionais possível. Desde pedreiro, pintor, eletricista, engenheiro, arquiteto, designer e por aí vai. Cada um deve exercer sua função específica, para que nada no seu projeto saia errado.

Mas ao longo do processo, você vai ver quais outros especialistas você vai precisar chamar. Por esse motivo, se tiver dúvidas com prestadores de serviços, peça ajuda para alguém de sua confiança.

Geralmente o engenheiro, arquiteto ou designer que você contratar, vai saber te indicar bons profissionais, até porque, como eles sempre estão realizando serviço, sabem quais prestadores na sua região vão fazer um bom trabalho.

Desenvolver projeto

Agora que você já escolheu os profissionais, precisa desenvolver um bom projeto de obra, desde o que vai ser modificado no ambiente, até o material de construção que será utilizado em cada parte do projeto. Essa parte é mais demorada, leva mais ou menos uns 30 dias para ser finalizado e pode ser feito junto com um arquiteto ou designer de interiores.

Dessa maneira, você vai identificar o que será modificado no seu imóvel e para isso, vão analisar a planta atual da casa, e em cima disso, vão pensar o que vai ser recolocado no ambiente, como por exemplo portas, janelas e pisos, além do posicionamento dos móveis e a nova decoração do ambiente.

Além de revisar o plano elétrico e hidráulico, se vai precisar de algum material de construção para renovar os canos ou fios dessa parte da casa. Afinal, se já vai mexer, aproveite para reformar tudo.

Definir um orçamento

Depois do projeto ser definido, você deve levantar todos os custos da obra, antes de começar a reforma ou a construção, com o auxílio de quem te fez o seu projeto. Para isso, você precisa pegar a lista de tudo o que precisa para ir até uma loja de material de construção para pedir um orçamento.

Na loja, procure por produtos bons, mas que tenham preço justo e verifique se tem possibilidade de desconto na compra de materiais de construção. Outra dica é pesquisar por fornecedores e negociar diretamente com eles.

Com todos os orçamentos em mãos, você vai decidir qual o melhor custo benefício, mas lembre-se que sua obra, para ter qualidade, também precisa ter material de construção que sejam bons. Ou seja, não compre qualquer coisa, porque se não, pode te dar problema mais tarde e ter que reformar outra vez, em pouco tempo, é estressante demais.

Escolher material de construção adequado para acabamento

Por fim, quando a obra já estiver rolando, chegou a hora de escolher definitivamente os acabamentos e até mesmo os detalhes na decoração. Para isso, peça ajuda ao designer de interiores para ir com você até a loja de material de construção para decidir o melhor revestimento, pintura, iluminação, interruptores e tomadas.

Além disso, já é uma boa hora de começar a pensar nos toques finais que vão dar o charme no seu ambiente, por isso, foque em quadros, almofadas, tapetes e itens decorativos para finalizar a obra da melhor forma.

Gostou das nossas dicas? Agora que você já sabe como planejar a sua obra e escolher os materiais de construção, fica muito mais fácil se organizar e colocar tudo na ponta do lápis, antes de começar a colocar a mão na massa.