Como deixar sua obra mais sustentável?

A construção civil enfrenta um grande desafio: a necessidade de empregar processos mais sustentáveis em todas as etapas da obra. A adoção de materiais ecologicamente corretos e a substituição de produtos danosos ao meio ambiente é uma necessidade cada vez mais observada no mercado. Medidas simples, mas bem planejadas, podem ajudar a deixar sua obra mais sustentável, conheça algumas delas.

Economia de energia

Economia de energia é uma das principais características de um canteiro de obras sustentável. Dados do Green Building Council (GBC) – organização não governamental que fomenta a indústria de construção sustentável – demonstram que a construção civil consome 42% da energia disponibilizada. Portanto, é necessário que o setor foque na economia de energia para garantir um futuro mais sustentável.

Algumas dicas para promover a economia de energia elétrica na obra se assemelham àquelas que orientam o uso racional da energia no ambiente doméstico: 

– Colocar telhas transparentes em alojamentos e almoxarifados para aproveitar melhor a luz solar e não depender da iluminação por meio de lâmpadas;

– Não deixar equipamentos conectados à rede quando não estiverem em uso;

– Apagar as luzes quando não houver pessoas no ambiente.

Uma questão muito importante para a economia de energia nesse setor é a qualidade dos equipamentos elétricos.

O uso de ferramentas mais modernas, como perfuratrizes, decapadores e aspiradores, fazem diferença no consumo e colaboram para a sustentabilidade como um todo, pois além da economia de energia, não poluem e evitam o desperdício de materiais.

Controle da geração de resíduos

O Ministério do Meio ambiente estima que mais de 50% dos resíduos sólidos gerados sejam provenientes da construção civil. Para diminuir o impacto causado pelas obras é necessário desenvolver processos de triagem, coleta seletiva, armazenamento adequado para reutilização, reciclagem e beneficiamento desses resíduos.

Mais uma vez, ideias simples podem fazer a diferença:

– Ter um local com compartimentos para armazenar diversos tipos de materiais de papel como embalagens, caixas e folhas, que posteriormente devem ser encaminhado para centros de reciclagem ou cooperativas de catadores;

– Ter um recipiente (pode ser de papelão reutilizado) para destinação de lâmpadas queimadas;

– Separar os blocos quebrados para reutilização na obra;

– Tear uma área para depósito de entulho, que serão aproveitados na obra para aterros.

Uso racional da água

A ideia mais difundida em relação ao uso racional da água no canteiro de obras é a preparação de recipientes para a coleta de água da chuva para diversos usos, como a preparação de ligas.

As rodas de caminhões que entram e saem da obra devem ser lavadas com água da chuva. A medida evita o transporte de terra para as ruas do entorno. Isso evita entupimento de bueiros e acidentes, pois o asfalto fica escorregadio por causa da camada de resíduos.

Produtos menos danosos ao meio ambiente

Os materiais tradicionalmente usados na obra e que são extremamente prejudiciais ao meio ambiente e à saúde dos trabalhadores devem ser usados de forma racional, além de segura.  O ideal é escolher produtos que gerem menos poluentes, caso das tintas à base de água, por exemplo.

Conscientização

Por fim, mas não menos importante, os trabalhadores que vão atuar na empreitada têm de passar por uma preparação que visa conscientizar sobre as questões pertinentes à sustentabilidade. Afinal, são eles que estão na linha de frente e farão o trabalho de gestão de resíduos, combate ao desperdício e economia de água e energia. Os conhecimentos são mínimos e os procedimentos são muito simples, mas fazem uma diferença enorme em prol de um futuro mais sustentável e consciente.

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *